Blogs

Este é o meu primeiro blog, que é um recém-nascido de 11 dias. Andei explorando e descobrindo alguns outros blogs, mas ainda não captei direito como funciona pra fazer descobertas otimizadas – só aquilo que vale a pena de ver. Mas acho que nem dá, não é? Como é mesmo? Tem que beijar muito sapo… Tenho ido de tijolo em tijolo, ido lá no garimpo, encontrando as pepitas de ouro manualmente. Também ainda não peguei a manha da etiqueta. Imagino que seja intuitivo, mas vai que tem regras… e Clara aqui boiando.

O que posso dizer até agora é que nessa busca andei vendo muita gente interessante. Por enquanto, reparei que tem muita dica de maquiagem e moda, muita resenha de livro e filme, muita poesia e muito texto triste, de uma dorzinha tão funda que até já chorei. Tem gente que diz que a juventude de hoje escreve muito mal. Essa gente não sabe o que diz. Fica olhando compilação de pérolas do ENEM e nunca fez pesquisa na blogosfera. Nunca se escreveu tanto, em tantas modalidades. Eu sempre escrevi muito, mas em algum momento mudei de modalidade. Escrevia muito melhor, aquela escrita que interessa, quando era adolescenimagination-creativity-anxiety-deepak-choprate. Mas tive que aprender a escrever com nota de pé de página, com aspas, ABNT entre parênteses, em partes e subpartes. De tanto escrever sobre os outros e com a bengala da voz dos outros, larguei mão. A imaginação degringolou e escrever virou uma força de ansiedade. Cumprir prazos, agradar professores e revistas. Passei a fazer o pior uso da imaginação, indo do ciúme à hipocondria.

É uma pena, porque isso também perturbou meu alcance de leitura. Um dia Clarice Lispector disse que uma menina de 17 anos tinha entendido tudo da Paixão Segundo G.H., enquanto que um professor de literatura não tinha entendido absolutamente nada.

 Foi um erro meu, esse abandono, que estou tentando consertar. Escrever é uma tarefa de saúde, foi mais ou menos o que Deleuze disse.

Anúncios

15 comentários sobre “Blogs

  1. Passei por algo semelhante quando montei meu blog… Tem detalhes que vamos mudando e escolhendo o que melhor atende ao conteúdo e interesse, como por exemplo, se colocamos o texto resumido ou página na íntegra da primeira visualização (quando criação de um post), É bem como disse, boiar e experimentar.
    Regras, se há, ainda não as descobri rs rs rs
    Entendo o que diz sobre as formas da escrita. É bom ter conhecimento para usar quando necessário.
    Então, derrame-se. Sucesso!

    Curtir

  2. Na blogosfera, regra geral, ajudamo-nos. Este é outro aspeto que faz com que a prefira comparativamente ao face, por exemplo. Por isso, qualquer dúvida, é só perguntar.
    Ah, mas o teu blogue está a começar muito bem! Segue o teu impulso e sê tu própria.
    Abraço.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s